O dia em que não conheci o ex-reitor da Ulbra

21abr09

A Fapergs, alguns anos atrás, queria descentralizar os recursos, apostar mais no interior, valorizar os pesquisadores fora de Porto Alegre. Para isso encomendou um levantamento ao Prof. Daudt, daqui de Santa Maria. Ele colocou mãos a obra, começando a viajar pelo Rio Grande, entrevistando os responsáveis pelo setor de pesquisa das universidades. Para fazer esse trabalho o Prof. Daudt convidou alguns colegas, e, por isso, participei de algumas viagens de trabalho. No dia em que fomos visitar a Ulbra, lembro bem, pedimos para, cumprindo a rotina, ter uma entrevista de alguns minutos com o Reitor, em nome do Presidente da Fapergs, para explicar as intenções da mesma. Todos os reitores ou dirigentes superiores nos recebiam, mesmo que por alguns poucos minutos. Depois, fazíamos nosso trabalho junto ao setor responsável.
Rubem Becker não nos recebeu. Mandou dizer que tinha muitos compromissos.
Nem ele, nem o setor responsável mostrou-se muito interessado na Fapegs e em pesquisa. Foi uma visita, como se diz, brochante.
Rubem Becker ficou trinta e seis anos como reitor da Ulbra. 36 anos. Ele e mais alguns assessores, com os quais ele sempre partilhou um gosto por automóveis. Aos montes.
Ele não nos recebeu e assim eu não o conheci.
Pensei nisso porque acho que estou começando a desconhecer a Ufesm. Meio brochante, eu acho.
Bom, pode ser a idade.

Anúncios


No Responses Yet to “O dia em que não conheci o ex-reitor da Ulbra”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: