A sopa de Darwin

13maio09

Graças a um puxão de orelha que levei de um leitor do blogue (obrigado, Osvaldo!) me pus a ler os dois volumes da Viagem de um Naturalista ao Redor do Mundo (publicado pela LPM). A idéia era ver de perto o que Darwin havia dito dos gaúchos e das coisas do pampa. O livro revelou-se um manancial de observações geniais, muito bem escritas, nas quais Darwin opina sobre dezenas de detalhes da vida no pampa. Assim, ao contrário do que eu pensava Darwin quase se transformou em um especialista no assunto. Felizmente ele dedicou-se ao tema da evolução e outros assemelhados.
Nesse ano de festas para Darwin, ele vai receber mais uma homenagem indireta. Um grupo de pesquisadores afirma ter replicado em laboratório uma etapa fundamental na evolução da vida na terra. Trata-se, nem mais nem menos, do que a sopa de Darwin, ou, mais literalmente, um “pequeno lago aquecido” onde a vida teria surgido em um complexo processo de evaporações, aquecimentos, chuvas e ação solar. Darwin arriscou essa hipótese para pensar a origem da vida, e agora, pelo que entendi, esses pesquisadores estão replicando alguns aspectos dessas condições. A ver. Quando ao Darwin no pampa, logo voltarei a ele.

Anúncios


No Responses Yet to “A sopa de Darwin”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: