A maior causa de mortes entre adolescentes no Brasil

09nov09

Participei hoje a noite de um debate sobre o filme “O Segredo de Vera Drake”, a convite de um grupo de ex-alunas do Curso de Psicologia. Junto estava um pastor evangélico, Apóstolo Levi, e a Professora Maria Teresa Campos Velho. Fiquei impressionado com a informação que ela deu: abortamentos mal-sucedidos são a maior causa de morte entre adolescentes do sexo feminino. Nos adolescentes do sexo masculino a maior causa de morte são crimes associados ao consumo de drogas variadas.
Eu vi o filme de Mike Leigh faz muitos anos e não me recordava do enredo em detalhes. Assim, assisti ao filme como se fosse a primeira vez.
A Manoela Ludtke abriu os debates dizendo que o filme tinha como tema o aborto, o que era correto. Mas quando falei preferi chatear um pouco e disse que não eu não havia aceitado o convite para discutir o aborto, e sim a forma como discutimos o aborto. Afinal, é principalmente isso o que o filme nos proporciona, a meu ver: discutir as formas como percebemos e entendemos algo que a chamamos de aborto. Vera Drake se recusa a dizer que faz outra coisa a não ser “ajudar as moças”, “help young girls out”; é muito fácil ir para um debate sobre o aborto e dizer que somos contra ou a favor, a partir de um ponto de vista religioso ou feminista, por exemplo. O filme não faz isso; o diretor mostra uma pessoa extremamente boa fazendo algo que ela termina reconhecendo como mau. Qualquer semelhança com a estrutura das tragédias (como diria a Senhora Nussbaum) não é mera coincidência.
Até agora estou impressionado com a fala da Professora Maria Teresa. Entre outros aspectos, ela mostrou dados assustadores que eu desconhecia. Temos um milhão de abortos por ano no Brasil, na esmagadora maioria ilegais e com consequências danosas às mulheres; anencéfalos nascem pela lei, condenados à morte pela natureza; e a lei alimenta-se da pressão de lobbys de políticos que cedem à pressão de grupos os mais diversos, em especial os de tipo religioso. O ganho que tivemos na noite foi a gente concluir que o tema não é daqueles que basta ser a favor ou contra; que nele estão envolvidos dilemas morais profundos, que nos obrigam a ir mais fundo em nossas razões e que no fundo delas o que encontramos, para nosso susto, é a gente mesmo.

Anúncios


2 Responses to “A maior causa de mortes entre adolescentes no Brasil”

  1. 1 Frank

    Ao preferir tratar da questão sobre a forma como vemos o aborto em lugar da usual questão sobre o aborto mesmo, você confirma, mais uma vez, o papel indispensável desempenhado pelo genuíno filósofo em nossa sociedade, sempre capaz de ver as questões humanas sob um novo ângulo, heterodoxo, enriquecedor.

  2. 2 Frank

    Quanto à questão em si, estudos demonstram o lugar destacado ocupado pelas emoções em tomadas de decisão reais, ao contrário do lugar ocupado pela razão, e independente da decisão adotada. Talvez não caiba mesmo ao filósofo colocar a questão sobre o aborto em si, mas apenas a questão sobre como o vemos (uma metaquestão!) Boa parte da ética atual já se tornou um ramo autônomo do conhecimento, um ramo do conhecimento separado da filosofia.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: