A reforma da Av. Rio Branco

30abr10

Atendendo minhas preces, a Av. Rio Branco vai ser repaginada. No mínimo, trata-se de uma jogada de mestre dos césares, pois para que a reforma da avenida seja concretizada é preciso que a camelada saia da calçada. Como disse um leitor daqui do blogue, o barraquedo de ciudad del este ali instalado faz tanto tempo (desde o bianchismo que o permitiu), faz parte da paisagem urbana e, como tal, da paisagem afetiva de muita gente. Mas o nome da coisa é apenas um: sendo a praça e a calçada do povo, o particular não pode ali amarrar seu camelo. E a camelada ali foi amarrada de forma tal que sequer se pode dizer que ali há camelódromo, pois camelô, como diz o nome, caminha. No Brasil o nome foi invertido. Quem caminha é o povo comprador.
Como o povo camelista não quer desatar a soga, os césares pensaram essa jogada: vamos reformar a avenida! Mas para isso os camelistas precisam dar licença e desocupar as calçadas. Por sorte há um lugar novinho em folha para eles.
Maio promete.

Anúncios


No Responses Yet to “A reforma da Av. Rio Branco”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: