Avante acadêmicos, um passo para onde mesmo?

07maio10

A Ufesm está discutindo a criação de mais um centro de ensino. Seria um centro de ensino dedicado à distância. O cujo teria até nome, CITE. Me lembrei na hora do finado Getulio Marcantonio, um dos mais finos gauchos que conheci, fundador dos CITE, que significava Clubes de Integração e Troca de Experiência. O CITE da Ufesm é outra coisa, significa Centro Interdisciplinar de Tecnologia Educacional.
A finalidade do tal CITE é fazer ensino, pesquisa e extensão interdisciplinares, por meio de tecnologias educacionais.
Me rendo. Faz tempo que ando na cola desse assunto da interdisciplinaridade. Minha queixa principal sempre foi que nenhum aluno da Ufesm nunca jamais em tempo algum, nas licenciaturas, teve um ambiente de formação interdisciplinar; se a gente quisesse dar um passo adiante na formação da gurizada, faria essa interdisciplinariedade nos regimes presenciais existentes. Cada curso forma seus alunos em olímpico alheamento aos demais. Depois soltamos a meninada para trabalhar em equipe nas escolas. Lindo.
Na Ufesm tem um clima curioso em torno do Centro de Educação. Ele consiste em um difuso, vago protesto contra a idéia de que há um centro de educação; os demais fazem o quê?
E agora mais um?
Para mim esse tal do Cite é o seguinte: ou tem uma idéia genial do interdisciplinar por detrás dele, que vai nos iluminar ou é o quê? Uma reunião, todos juntos e incluídos, dos cursos à distância? Me parece mais um caso de much ado, como diria o velho Shakespeare.
Vou assuntar mais o causo.

Anúncios


One Response to “Avante acadêmicos, um passo para onde mesmo?”

  1. 1 Frank

    A explicação pode ser, mas espero que não seja, muito mais simples: há recursos especiais para o ensino a distância (novos cargos de chefia, contratação de professores, obras e equipamentos, etc.) e não seria sábio recusá-los.
    Enquanto isso, as unidades universitárias estão completamente descaracterizadas: há um “centro” de ensino que praticamente se identifica com uma subunidade universitária e outros que são como coração de mãe: acolhem a todos. Uma reformulação da estrutura das unidades universitárias não seria má idéia.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: