O sonho da Boca do Monte

17dez10

Depois de oferecer uma bússola para a boa orientação dos que buscam o caminho da educação, Amoretti oferece à cidade o “Sonho de Ícaro”, que parece ter sido uma encomenda da Prefeitura de Santa Maria para recepcionar os visitantes da cidade cultura. O dito sonho está ali na frente do Santuário de Schoenstatt.
Eu desconheço os critérios que as atuais classes dirigentes da cidade usam para o comissionamento artístico. Acho que esse tema – comissionamento artístico, arquitetônico, etc – não é pouca coisa. As mesmas autoridades que tem o poder de propor leis sobre a poluição visual da cidade – vide a limpeza feita em São Paulo – podem decidir sobre o que devemos ou não ver como obras de arte. O comissionamento, imagino, é feito dentro de uma certa margem de discrição que está ao alcance das classes dirigentes. E elas revelam, por certo, o tamanho da imaginação artística de que são dotadas. Eu não quero aqui discutir o tamanho do dote artísticos das classes dirigentes. O que eu fiquei imaginando hoje é se o Daer foi consultado sobre a instalação do “Sonho de Ícaro”. Eu imagino que não, pois o Daer não tem ingerência naquelas geografias. Então me perguntei se os engenheiros de trânsito de Santa Maria foram consultados. E concluí que não, que eles dormiam quando o Ícaro e seu sonho foram ali instalados. Afinal, qual engenheiro de trânsito vai querer ser processado pelo fantasma jurídico do primeiro motociclista que for degolado por um daqueles cabos de aço que foram plantados na rótula de Schoenstad? Basta que ocorra ali um aperto de carros, que uma moto seja desviada para a grama e estará feita a tragédia. Ela poderá ser bem menor. Basta que ocorra ali um aperto de carros – já vi pessoalmente mais de um acidente ali – que obrigue um carro a subir na rótula e ele será colhido por um dos quatro cabos de aço que sustentam a obra.
Eu não quero aqui discutir o gosto dos que fizeram esse comissionamento, nem ao menos – ainda – discutir a questão do estado das artes giacomettianas na boca do monte. Eu só acho que cabos de aço são, ali, instrumentos de morte.
Eu acho que aqueles cabos deveriam ser imediatamente removidos, antes que alguém seja ali falecido por lenço colorado. Se o sonho do ícaro não se sustenta sem cabos de aço, o problema deveria ser do voador, não?
Todos podem imaginar o final dessa história.
Bastaria consultar as estatísticas da polícia de trânsito sobre os acidentes já havidos no local.

Anúncios


7 Responses to “O sonho da Boca do Monte”

  1. Professor, tens toda razão. Postei um comentário sobre o assunto nesse instante e topei com seu comentário. Que coisa feia aquilo… Abraço

  2. ronái meu velho, como vais?
    belo texto! o alerta está dado. vou guardar este teu texto para enviar a família do primeiro sujeito que morrer naqueles pagos. como em santa maria tudo é possível, só mesmo morrendo alguém para que algo seja feito.
    paciência.
    aguinaldo severino

  3. Não bastava aquele pórtico trambolho sufocar a alma dos viventes, agora tem esse que ameaça degolar alguém. Taí um artista que só comete bagulho, boa coisa não vai dar.

  4. Eu já nem me pronuncio mais sobre arte, desde certos episódios de um ou dois anos atrás. Mas, confesso que tomei um susto ao ver o negócio hoje, pela primeira vez.

  5. Quem sou eu para dar palpite, mas arte deve ou deveria refletir a história de um povo. Tanto a bússola como o sonho de Ícaro passam a lo largo dessa história. Ainda se fosse o sonho de Imebuy ou o sonho do ferroviário… sei lá.
    Logo, o Conselho Municipal de Cultura vai começar e se meter nesses troços. Será que deve? Hehehe.

  6. 6 Adriano Kurle

    Além do mais, não ficou um tanto “solto demais” essa tal representação artística de Ícaro? Tudo bem que o artista deve ter liberdade total de expressão mas, quando a obra é imposta publicamente, isso deve ser levado em consideração (quero dizer, uma espécie de compreensão mútua das partes, evidentemente limitando certas “liberdades subjetivas” do autor). Tenho já certeza que não fui o primeiro a perceber isso.

  7. Muito bom o post! Achei bem interessante. Me chamou a atenção principalmente a parte que você comenta sobre os cabos. Um abraço! Wilson


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: