Santeria profana

31jan12

O panteão dos “santos profanos” ou “santos apócrifos” na Argentina é grande. Gauchito Gil encabeça a lista na região de Corrientes e Missiones, mas é seguido de perto por Difunta “Deolinda” Correa, de La Rioja, que também é homenageada com altares na beira das estradas. Como bem observou o leitor do blogue em um comentário abaixo (obrigado, Arno!), a Argentina é pródiga nesses altares em favor do Gauchito. O mesmo merece Difunta Correa, cuja história é ainda mais fascinante e trágica. Outros nomes da santeria profana da Argentina são Aparicio Altamirano, San Antonio Maria, La Cruz Francisco Lopez, Olegario Alvarez, La Degolladita, Curuzu Martin, Cambacito Campero e La Ahorcadita. No caso dos homens, quase todos são “gauchos alzados”, homens que desafiam a lei com alguma honra; no caso das mulheres, são quase todas humilhadas e ofendidas, objetos de disputa sexual que terminam a vida tragicamente. Nenhum deles é reconhecido pela Igreja Católica da Argentina, que não abriu processos de canonização para esses “santos” do povo.

Anúncios


No Responses Yet to “Santeria profana”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: