Felício Franco

25mar12

Depois de tanto tempo sem escrever por aqui, imagino que perdi os poucos leitores que tinha, com a possível exceção do Professor F. que me cobrou essa escrita faz alguns dias. Devo me desculpar, dizendo que faz algum tempo que meu tempo foi roubado para a conclusão de uma tarefa de anos e que vai continuar sendo assim por mais algumas boas semanas. Mas dá para roubar alguns minutos de mim mesmo e postar por aqui algumas fotos e textos pequenos. Faz alguns dias que quero contar uma história do seu Felício Franco, que conheci num breve passeio em fevereiro. Ele mora nas Palmas, no interior de Lavras do Sul. Trabalhou a vida inteira como peão em uma propriedade, e recentemente aposentou-se. Continuou morando no mesmo lugar, junto às cabras guaxas que cria. Ele me disse que as tem apenas para ter junto; quando ganhou o emprego, faz mais de quarenta anos, explicou ao patrão que faria qualquer serviço de campo, menos um.
“Qual seria, seu Felício?”
“Eu não mato bicho nenhum, seu patrão. Se quiser comer carne, de ovelha, vaca, cabrito, galinha, o senhor mande outro matar.”
Felício Franco ficou no emprego nesses quarenta anos e nunca matou um bicho.

Anúncios


One Response to “Felício Franco”

  1. Bonito texto.Bonita história.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: