Não vai prosperar

05jun12

Amanhã o Cepe reune-se para deliberar sobre pauta unica: suspender ou não o Calendário Escolar. O pedido, ao que parece, vincula-se aos protestos estudantis. Não vai prosperar, por certo. Não vai prosperar, porque a Ufesm tem 31 mil almas, e mais cobras, lagartos, terneiras, ovelhas, cães, gatos, vacas, moscas, ratos, aves, todo tipo de vivente e o maior orçamento do interior e atende e trata e relaciona-se diariamente com uma comunidade de milhares de pessoas, que não entenderão, nunca, que ela deva suspender o calendário para amplificar um protesto. Não vai prosperar a suspensão do calendário escolar porque isso terminaria com a breve dos docentes; não vai prosperar porque não poderia haver apenas a suspensão do calendário da graduação; a pós teria que parar e isso ela não pode, em nome de um protesto. E, finalmente, a suspensão do calendário da Ufesm não vai prosperar porque as almas do CEPE vão preservar os cinquenta anos da Ufesm de um vexame. Eu não estou dizendo que os protestos e os protestantes estão errados. Mas amplificá-los mediante o pagamento de um mico como esse da suspensão do calendário seria fazer da Ufesm o portal de um vexame nacional. Eu acompanho centenas de outros professores que estão dispostos a lutar junto por algumas das bandeiras dos estudantes; mas queremos defende-las sem fechar as portas das salas de aula, e sem fazer dos alunos da graduação algum tipo de muleta.
PS: depois que escrevi isso, assisti um vídeo da TV Campus, no Youtube, no qual o Reitor fala sobre o tema da suspensão do Calendário. Ele lista as perdas e comenta, corretamente, que na história das breves o acerto com o Cepe sempre vem depois. O unico tema que eu não vi ele tocar foi a questão dos professores que, usando o “livre arbítrio”, como ele mesmo disse, não se declamam em breve. Esses, ao manter suas aulas durante a vigência do Calendário Escolar, praticam um ato juridicamente perfeito; ninguém pode obrigar esse professor a retroagir e repor aulas que ocorreram em ambiente juridicamente bem amparado. Escrevo isso porque já houve, faz muito tempo, um desvairio no Cepe que tomou esse rumo. Quem dá garantia ao estudante que protesta (não indo a aula, durante esse período de Calendário em vigor) de que as aulas dele serão repostas pelo não-brevista, comporta-se como rábula blefador. Esse tipo de esclarecimento eu não ouvi, na parte que ouvi da entrevista.

Anúncios


2 Responses to “Não vai prosperar”

  1. 1 Juca

    Não vai prosperar também pelas razões expostas pelo Pró-Reitor Adjunto de Pós-Graduação e Pesquisa, Prof. Carlos Alberto Ceretta.

    1) “a suspensão do calendário pode implicar na suspensão das bolsas de Mestrado e Doutorado de todos os bolsistas CAPES, bem como REUNI.”
    2) “As bolsas de Iniciação Científica, também poderão ser suspensas”
    3) “não seria possível abrir qualquer processo de defesa de qualificação, monografia, dissertação ou tese, bem como aqueles processos já abertos e ainda não ocorridos”
    4) “o edital aberto em maio e no qual participam 32 Cursos de PG para ingresso de alunos na PG a partir de agosto terá que ser suspenso”

    entre outras coisinhas sem importância para o Sedufesm, preocupado que está com o enfrentamento político do Governo Dilema.

    • 2 Ronai Rocha

      Essa do Governo Dilema me rapelou as bulitas. O Desandes acaba no Dilema…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: