O sindicalismo e a “invasão dos orifícios naturais do corpo”: os de menor porte terão melhor sorte

29jun12

O sindicalismo brasileiro teve um papel importante no desgaste da ditadura militar, mas ainda não conseguiu transformar-se, livrando-se de um ranço fascista que sempre o permeou. De um lado, é evidente, para qualquer falante da língua portuguesa, que uma vida republicana não pode basear-se em sindicalismo. A razão disso é elementar: sindicatos defendem categorias e uma república tem sua base no comportamento de cidadãos e não na impossível soma dos interesses conflitantes das diversas categorias profissionais nela abrigadas. Simples assim. Melancolica e depressivamente, certos setores do sindicalismo brasileiro são hoje trincheira e abrigo para uma radicalização degenerada daquilo que alguém chamou de “orfandade de utopias”. O amigo alemão ficou surpreso em ver aqui, por exemplo, gente que tem saudades da Albânia.
Uma ilustração anedótica dessas coisas ocorre presentemente no projeto de lei do Ato Médico. Em um de seus artigos está previsto que a “invasão dos orifícios naturais do corpo” é prerrogativa dos médicos. Bem, com isso o sexo fica sendo um privilégio dos médicos, diz a piada.
Ainda bem que existem as vírgulas, nem sempre bem usadas, como se sabe. No texto do projeto de lei, a frase é seguida por vírgula: “A invasão dos orifícios naturais do corpo, atingindo órgãos internos”. etc.
O mesmo humorista diz que finalmente a sorte sorriu para os de menor porte.
Piadas a parte, é de chorar.
(Na foto, a escadaria do Templo Positivista, em Porto Alegre. Na base de tudo, um palmo acima do chão, fica o Proletariado, como se sabe.)

Anúncios


One Response to “O sindicalismo e a “invasão dos orifícios naturais do corpo”: os de menor porte terão melhor sorte”

  1. Fotografia do lado de fora, também só pude tirar assim.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: