O proscênio de Dany&Mel

31maio13

Encordoadas Dany Quiroga e Mel Velasques, faz quatro dias, estão ligadas por uma corda, que permite uns três metros de distância entre elas, no máximo. Elas participam do “ocupaSM2013”. Isso é um caso daquilo que chama-se, no vocabulário da arte que se faz hoje, uma “performance”. Encontrei Dany&Mel na gare, no anoitecer de hoje; e conversa vai, conversa vem, saiu a foto acima. Elas imaginaram que ali onde elas estão sentadas poderia ser um proscênio – aquela parte do palco na frente do cenário – e que ali poderia ser um local maravilhoso para um espetáculo. Bastaria fechar por algumas horas o trânsito e teríamos ali o declive adequado para centenas de pessoas assistirem algum espetáculo encenado na gare. Elas experimentaram o proscênio com cuidado e, unidas pela cordinha, jogaram seus pezinhos na direção da avenida Rio Branco, situada quatro metros e meio abaixo. Talvez elas tenham se sentido como músicos em proscênios; talvez elas tenham imaginado a vibração de sons de tubas na subida da Rio Branco; talvez elas tenham apenas sentido um frio subindo pelo nervo ciático, vertigenzinhas das alturinhas, medinhos, medões, medonhos, quem sabe.
Aqueles mesmos que temos, nos proscênios nossos de cada dia.
Preciso conversar mais com Dany&Mel, fiquei pensando.

Anúncios


No Responses Yet to “O proscênio de Dany&Mel”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: