O apanhador no campo de pepinos

30nov13

Pergunta – “Então o senhor avalia que essa decisão (aderir a Ebserh) vai ter que ser tomada e não tem como segurar?
Resposta – “Acho que não devemos segurar essa discussão, pois conhecendo um pouco da realidade do nosso hospital universitário, eu diria que é muito mais que preocupante o quadro de funcionamento do hospital hoje e a forma como esse hospital está conseguindo atender à comunidade.
A declaração acima, do futuro reitor da Ufesm, foi publicada no site da Sedufesm, no dia quatro de outubro passado. Ela foi bem clara e responsável. Se alguém votou no candidato pensando que ele barraria, a todo custo, a Ebsehr, enganou-se porque quis, pois o cujo, se lembro bem, nunca deu isso a entender. Pode, no máximo, ter sido evasivo, mas isso é do jogo.
Ontem (sexta-feira, dia 29), na reunião do Conselho Universitário da Ufesm, ele disse que precisava respeitar as deliberações favoráveis à adesão à Ebserh que haviam sido tomadas no Conselho do Centro que dirige e no Conselho Administrativo do Husm. Algumas pessoas, certamente apoiadores na campanha, decepcionaram-se com as declarações do futuro reitor.
O primeiro pepino está sendo colhido e bem. Será servido como aperitivo para a comunidade universitária saber que, como diria Guimarães Rosa, ser chefe tem um lado rosinhas flores, mas também um pouquinho amarga. Se a colheita continuar desse jeito, leva jeito.

Anúncios


No Responses Yet to “O apanhador no campo de pepinos”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: