A cada hora

05jun15

A cada hora que passa, o episódio que estamos protagonizando, como UFSM, revela-se mais e mais trágico. Hoje pela manhã nosso Reitor deu uma declaração na Rádio Gaucha dizendo que fez o que fez, acatando e levando adiante o pedido das entidades – Sedufsm, Assufsm, DCE e Comitê de apoio à Causa Palestina – para cumprir com a Lei de Acesso à Informação (LAI). Ainda hoje pela manhã a Associação dos Professores – Sedufsm – deu uma declaração dizendo que fez o pedido sobre a existência de israelenses porque era contra a participação da universidade em “pesquisas bélicas” que pudessem impactar a causa palestina. Repito o que já escrevi em postagens abaixo: entendo que a interpretação dada pela Reitoria à Lei de Acesso à Informação é duplamente equivocada; equivocada juridicamente, equivocada politicamente. Creio que isso ficará evidente cada vez mais, a medida em que tenhamos mais clareza sobre o quadro todo. A Reitoria pode, por exemplo, pedir desculpas por ter errado. A declaração do Sindicato dos Professores mostra o quanto ele extrapolou suas funções e sentido, arvorando-se em árbitro de conflitos internacionais, tomando atitudes completamente desproporcionais à representação sindical em nome de seus filiados. Ou bem o Sindicato, em nome de sua própria história, dá-se por conta da barbaridade que fez e pede desculpas públicas pelo seu feito ou bem não restará às centenas de professores da UFSM nenhum outro caminho que não seja o da desfiliação: todos temos amigos e parentes, árabes e israelenses, que estão esperando nosso próximo passo, que não pode ser o de bater o martelo sindical na cabeça desta ou daquela causa ou nacionalidade.

Anúncios


5 Responses to “A cada hora”

  1. 1 Daniel

    Pois é amigo Ronai. É triste. Eu já estou encaminhando meu pedido de desfiliação. Já havia decidido isso na terça feira em função da posição do sindicato diante da greve e ontem isso veio apenas confirmar que não é possível manter-se aliado a tal entidade.

  2. 2 Arno dallmeyer

    Mais uma vez: brilhante Ronai. Obrigado por traduzir meus pensamentos.

    Arno

  3. 3 Alexandre

    Em síntese, é isto. Espero que não demore muito para o pró-reitor substituto e o reitor se darem conta disso. Quanto mais o tempo passa, maior o problema fica em todos os aspectos. E ainda há o risco de virmos a testemunhar manifestações de anti-semitismo não só de onde já se espera como de onde não se espera…

  4. 4 Alexandre

    Tenho recebido emails de colegas professores que já entenderam que a mais urgente das soluções para o médio prazo é o desligamento da UFSM do Andes e filiação ao Proifes. Não por opção, mas por falta de opção…

  5. 5 Rogério

    Eu creio que a organização do Proifes seja uma necessidade urgente!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: