A título de exemplo

06nov16

“A título de exemplo de dificuldades atualmente existentes, a realidade de treze disciplinas obrigatórias em si contribui para limitar ou mesmo impedir que melhores e mais adequadas estratégias no processo ensino-aprendizagem sejam debatidas ou implementadas.”

 O professor Ronaldo Mota foi convidado a falar para a Comissão que discute a MP da reforma do ensino médio. Um dos pontos da fala que ele está propondo ilustra bem o que eu venho caracterizando como o impasse que se cria quando discutimos a questão da reforma apenas na perspectiva de primeira pessoa. Depois de mencionar “as treze obrigatórias”, Ronaldo repassou brevemente os argumentos que cada uma das treze tem para seu próprio caso. Todos são muito bons, por certo. Ele conclui, acertadamente, que “seguindo esta linha (…) ao final, chegamos a um indesejável e previsível engessamento.” 

Assim, Ronaldo sugere a busca de formas alternativas de pensar o EM, que não sejam orientadas  pela logica da obrigatoriedade para todos, inclusive para os maiores interessados, os alunos. Enquanto a discussão da reforma for feita pelas comunidades das disciplinas apenas na perspectiva da primeira pessoa, teremos o tipo de impasse acertadamente lembrado por Ronaldo. 

Meu vôo está sendo chamado. Volto ao assunto assim que puder!

Anúncios


No Responses Yet to “A título de exemplo”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: